Empresas do Simples devem utilizar a Versão 6.4.4 da DIEF

A versão da DIEF 6.4.4, corrige uma inconsistência do programa na geração e no reconhecimento da informação de débito de diferença de ICMS em operação de entrada interestadual.


Os contribuintes do ICMS enquadrados no Simples nacional deverão transmitir os seus arquivos da DIEF na versão 6.4.4, cujo instalador já está disponível para download.(portal.sefaz.ma.gov.br/portalsefaz/jsp/pagina/pagina.jsf?codigo=1560)

A versão da DIEF 6.4.4, corrige uma inconsistência do programa na geração e no reconhecimento da informação de débito de diferença de ICMS em operação de entrada interestadual.

Foi criada uma malha de impacto na DIEF que obriga os contribuintes do SIMPLES, a utilizarem a nova versão da DIEF 6.4.4, a partir da competência 12/2018 para corrigir essa inconsistência na apuração do imposto. 

A SEFAZ recomenda que os contribuintes do SIMPLES que declararam no período 11/2018,  algum valor no campo de apuração das diferenças de ICMS na DIEF: "01 - Dif. de Alíquota (Com./Ind./Serv.)", façam uma declaração substituta utilizando a nova versão 6.4.4.